tag logo-03.png

PLATAFORMA NACIONAL DE MOBILIDADE ELÉTRICA LANÇA 1º ANUÁRIO BRASILEIRO DO SETOR

O estudo  apresenta um panorama do ecossistema da mobilidade elétrica no Brasil e tem o propósito de contribuir com desenvolvimento das políticas públicas para o setor

pnme21_lançamento_square.png

No próximo dia 15 de março, às 14h, a Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (PNME) lança o 1º Anuário Brasileiro da Mobilidade Elétrica. A apresentação do levantamento acontece em evento virtual e transmitido ao vivo e, na ocasião, será destacada a importância e as implicações da publicação para esta pauta no Brasil. Participam do evento de lançamento: o coordenador-executivo da PNME, Marcus Regis; o empreendedor e pesquisador da Barassa & Cruz Consulting (BCC), Edgar Barassa; e a professora da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Flavia Consoni.

O estudo apresenta amplo panorama deste ecossistema no País, com análise dos impactos da pandemia da Covid-19,  e tem o propósito de gerar conhecimento para estimular o desenvolvimento do mercado, com o fomento da aprendizagem no setor, além de oferecer bases ao desenvolvimento de políticas públicas para o tema. Identificar novas oportunidades para a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico, com o objetivo de aumentar o sincronismo com organizações da sociedade civil, que tratam da mobilidade elétrica ou atuam de forma tangencial, também está na finalidade do levantamento.

“Este Anuário foi elaborado ao longo de meses de trabalho e com a contribuição de especialistas com profundo conhecimento e vivência do setor e sob a direção da Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (PNME). O estudo foi construído para gerar um panorama abrangente desta pauta tão fundamental para o desenvolvimento sustentável do Brasil”, disse o coordenador-executivo da PNME, Marcus Regis.

Regis enfatiza alguns pontos do levantamento: "Logo no capítulo inicial, tratamos dos drives e

e alavancadores da mobilidade elétrica, com  informações sobre a tecnologia da eletrificação de veículos e sua correlação com a segurança energética, a agenda ambiental, a saúde pública, o ecossistema de inovação e o transporte público, além de uma visão global sobre o mercado”.

 

Alguns destaques do 1º Anuário Brasileiro da Mobilidade Elétrica

segundo capítulo do Anuário trata da Mobilidade Elétrica e suas inter-relações no contexto nacional, seguindo para uma reflexão sobre o ecossistema que existe e pode se desenvolver ainda mais no País. Já no terceiro capítulo, a publicação traz informações sobre os atores, as políticas públicas e os instrumentos de fomento e o ambiente de negócios, com um especial destaque aos fornecedores e o papel dos acumuladores na cadeia produtiva.

quarto capítulo analisa os impactos da Covid-19 na Mobilidade Elétrica no contexto nacional, com reflexões sobre barreiras e oportunidades criadas. No capítulo cinco, a visão de futuro para o setor no País, traz dados sobre perspectivas de mercado e infraestrutura para o horizonte 2030. O fechamento do conteúdo principal, no sexto capítulo, analisa os aspectos de governança e articulação. 

Os conteúdos do Anuário são organizados em três apêndices, que complementam o conhecimento sobre a produção, o mercado, a pesquisa, as políticas públicas e a atuação da sociedade civil em torno desta pauta.

A publicação será disponibilizada, gratuitamente, para download em formato PDF no site da PNME

 

As inscrições para o lançamento do Anuário são gratuitas e podem ser realizadas AQUI 

 

Sobre a Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica (PNME)

A PNME tem a missão de contribuir para a implementação de práticas para o desenvolvimento sustentável da mobilidade elétrica no Brasil. A iniciativa foi criada como um espaço de articulação de atores importantes no universo da Mobilidade Elétrica, com a presença de representantes do governo, da indústria, da academia e da sociedade civil para construir metas de longo prazo, considerando os pontos de vista do desenvolvimento tecnológico, de políticas públicas governamentais e do mercado.

A Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica estimula a atuação em rede, a troca de informações e conhecimentos e contribui, ainda, com mecanismos de aprendizagem e de formação de competências. A PNME foi co-criada pelos atores do setor e agrega mais de 30 instituições, numa estrutura de governança baseada em um planejamento definido também coletivamente, sob a liderança de um Painel Estratégico e com atividades coordenadas por um Secretariado Executivo, com a presença de comissões temáticas e grupos de trabalho, que trabalham em prol do propósito da Plataforma e preservando suas agendas individuais.

Neste sentido, a realização do 1º Anuário Brasileiro de Mobilidade Elétrica, para o qual a Plataforma prevê edições regulares de atualização, materializa uma das principais contribuições da PNME para o ecossistema.